1.29.2012

Gosto do que não é comum.
Gosto da alegria...e do sabor que a vida dá!

Preciso dos dissabores, 
mesmo que não queira...
[eles me ajeitam a alma 
provocando a permanência].


2 comentários:

Carolina Tavares disse...

Interessante este pensamento... ¨os dissabores ajeitam a alma¨ e provavelmente eles atiçam o sabor da vida, da mesma maneira com que atua um tempero mais picante.

Sofia Nunes disse...

Adorei :)