7.10.2010

DIário dos dias [dos meus!]

[Imagem autoria desconhecida]

Tem hora assim...
Tempo que deixa a gente sem palavra...
ou com palavras demais.
A gente procura a melhor frase,
tonalidade,
mas em vão!
Diria que hoje
gosto dessa ausência
repleta de palavras!

E Drumond fala comigo assim:

Gastei uma hora pensando um verso
que a pena não quer escrever.
No entanto ele está cá dentro
inquieto, vivo.
Ele está cá dentro
e não quer sair.
Mas a poesia deste momento
inunda minha vida inteira.
[Drumond]

Um comentário:

Carolina Tavares disse...

Essa ausência de palalvras que nos deixa repleto delas, maravilhoso!