1.06.2008

Tempo de delicadeza

[Foto:Lauren]


[Bom seria que 2008 trouxesse esse tempo!]

O tempo da delicadeza!

A vida correndo naturalmente...
sem a violência da horas...
as ditas e as silenciosas.

A vida brotando na infância...
A vida livre dos medos e dos tiranos...

Vida em que a caminhada fosse
como o frescor da primavera!
Cheia de aromas,
cores e primores!
Os homens fossem plenos de ternura e dignidade,
as mulheres pudessem agir com menos dores
e mais próximas da leveza...

Vida sem medos, antagonismos, julgamentos
e concessões impróprias
[tão comuns na vida humana].

Ah! Tempo deixe-nos saborear a
vida verdadeira...
ou pelo menos,
ensina-nos!!

[É preciso acalentar o tempo.
Torná-lo afeto.
Registro de imortalidade.]

6 comentários:

Sabrina disse...

Uma das coisas que desejo para minha vida é leveza... que a vida flua de forma bela e em harmonia.

:))))

Beijinhos de luz :**

Rogério Felício disse...

Quero acalentar meu tempo...


beijos :)

joseluis disse...

vai trazer
vai trazer

joseluis disse...

estava olhando suas fotos
voce cultiva amores
como cultiva flores
ou so tem alma de florista

Outras memórias disse...

Uma alma de florista...cultiva todos os amores...flores....Ai...quem me dera!!!!!!!!!!!!!!!

Rodolfo disse...

Obrigado pela visita!
Este teu espaço é muito bonito!

Ah, o tempo... melhor fazer um caminho delicado de leveza e harmonia apesar da pressa do mundo. Ou, como dizes, é preciso acalentar o tempo. Lindo isso.